São Bernardo: Prefeito desmente boatos e diz que Cidade da Criança não fechará

Com o início do distanciamento social e da quarentena tivemos diversos estabelecimentos sendo fechados, principalmente aqueles que viviam principalmente da aglomeração de pessoas, como shoppings, parques, casas de show e também nossos amados parques temáticos. Na região do ABC Paulista, em São Bernardo do Campo, a Cidade da Criança sempre foi um dos grandes marcos locais desde sua inauguração em 1968. Porém,  se enquadrando na categoria dos outros estabelecimentos o espaço teve de se manter fechado.

cidade da criança no vipzinho

Mas será que nunca mais teremos nossa queria Cidade da Criança de volta?

Há poucos dias a Expoaqua, empresa que tem administrado o parque por 10 anos, publicou um comunicado explicando sua situação e informando a sua saída permanente do contrato de operação. No texto, eles agradecem a todos que visitaram o parque e reconhecem a importância do local, e do seu impacto em todas as gerações. Além disso, o grupo também falou sobre ressarcir todos os consumidores que adquiriram passaportes para os meses seguintes e não poderão utilizar.

Após o anúncio diversos comentários e especulações sobre o futuro do parque começaram a circular pela internet, principalmente lamentando o fechamento e parada nas atividades do local. Entretanto, nesta última quinta-feira, funcionários que atuavam no parque se reuniram em frente ao local e depois marcharam até a prefeitura, onde foram recebidos por secretários do governo para serem ouvidos. Ao todo, com o fim do acordo entre prefeitura e a empresa, 110 funcionários diretos e outros 50 indiretos estarão a procura de recolocação.


Quer saber mais na palma da sua mão?

Faça parte do nosso grupo de WhatsApp e receba boletins diários com tudo para as crianças no ABC paulista. Clique aqui e participe!


O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, falou sobre o caso em uma live especial. Durante o vídeo ele expressa que a Cidade da Criança não poderia abrir enquanto a região ainda estivesse na fase amarela. Porém, assim que chegassem a fase verde tudo retornaria a funcionar. Também comentou sobre a possibilidade de outra empresa assumir o contrato e disse já ter ao menos uma opção para fazer a mudança, mas não revelou nomes específicos, ainda sobre essa questão disse que ficará acertado que a nova administração recontrate os funcionários prejudicados pela situação.

cidade da criança funcionários protestando no vipzinho

Referente ao caso, a Expoaqua, que também administra o Aquário de São Paulo, expõe em nota que a decisão partiu pela questão da diminuição do faturamento e por ao mesmo tempo não haver previsão de retorno. Mesmo parada, a empresa alegou o pagamento dos funcionários durante os últimos meses, e que havia cumprido ao máximo com as exigências para garantir uma reabertura segura, que entretanto nunca ocorreu. As informações foram confirmadas por ex funcionários da organização.

Com toda a situação em andamento e relatos de todas as partes, sem ter um definitivo acordo entre a prefeitura e uma nova administradora fica incerto o futuro da Cidade da Criança. Nos resta agora aguardar e torcer para que tudo retorne a normalidade o quanto antes, permitindo que revisitemos o parque e garantindo a diversão das famílias da região.

Anúncio:
Tendall Grill - Rudge Ramos

1 Comentários

Comments are closed.