Psicologia reversa na educação infantil: deve ser utilizada?

 Psicologia reversa na educação infantil: deve ser utilizada?

O conceito de psicologia reversa é bem simples, utilizamos quando achamos que seremos rejeitados em algum pedido e por isso, pedimos o oposto do que queremos. Estranho? Pode até ser, porém, ao realizar tal pedido contrário, entramos em contato com uma parte do cérebro que se rebela e acaba fazendo exatamente aquilo que queremos.

Esta técnica é uma forma sutil de manipulação, funciona principalmente porque as pessoas costumam ter uma grande necessidade de independência, e é exatamente por isso que não gostamos de acatar ordens e, sempre que podemos nos rebelamos e fazemos o possível para sentir aquela sensação de liberdade.

Psicologia reversa na educação infantil - Portal Vipzinho

Ao que tudo indica, a psicologia reversa gera mais resultados quando utilizada em pessoas dotadas de forte personalidade, porque costumam se sentir incomodadas em receber ordem, já que tomam decisões baseadas nas emoções, enquanto as mais passivas, não se importam em receber ordens, costumam fazer o que lhe é solicitado.

Perguntamos a Lu Katrip (Av. Lino Jardim, 697 – Vila Bastos, Santo André) sobre a influência desse método na educação infantil. E é comprovado, através de testes que em crianças é realmente mais eficaz, por exemplo, foi realizado com crianças de 2 anos, um teste em que elas não poderiam brincar com determinado brinquedo, logo em seguida todas estavam eufóricas querendo-o mais do que qualquer outro objeto na vida.

Anúncio:

A criança sempre busca restaurar aquela liberdade que os pais ameaçam, por isso elas são tão suscetíveis a esse método, não significa que seu filho, por exemplo, seja rebelde, é apenas um instinto natural dessa novidade de ter a quem obedecer. Por este fato, eles testam para ver até onde ainda são livres.

Psicologia reversa na educação infantil - Portal Vipzinho

Mas é importante enfatizar que, apesar de funcionar muito bem nos pequenos, não é aconselhável o uso desse recurso. Os filhos passam a ver os pais como manipuladores e desonestos, isso pode afetar de forma permanente o relacionamento familiar. Além de que, a criança fica confusa, porque é pedido que ela faça algo e é parabenizada por fazer o contrário. E por fim, o uso excessivo da psicologia reversa acaba com a autoridade dos pais, a criança passa a entender que não precisa mais obedecer ao que lhe é dito ou seguir aos conselhos, já que não é possível confiar em quem o manipula.

Agora, utilizar ou não desse artifício? O aconselhável é o não uso, por que a estratégia da psicologia reversa traz um risco muito alto para uma chance baixa demais de sucesso. Se está com dificuldades com o temperamento do seu filho, não se preocupe! Procure os profissionais da Lu Katrip, eles são especializados e qualificados para atender a todo e qualquer caso. 

Anúncio:
Tendall Grill - Rudge Ramos