Escola Aprendiz: Conheça a proposta que trabalha autonomia das crianças na prática

 Escola Aprendiz: Conheça a proposta que trabalha autonomia das crianças na prática

Durante a vida nos deparamos com um ponto muito importante e que influencia em diversas questões relacionadas ao nosso comportamento, a autonomia. Durante muitas vezes esperamos adultos independentes, mas não percebemos que essa visão e aprendizado deve ser já colocada desde a infância e trabalhada junto das crianças. Você sabia que a escola tem um papel importante nesse processo?

Como pais podemos acabar de certa forma mimando as crianças, achando que estamos por ajudar, o que pode podar a autonomia dos pequenos. Na Escola Aprendiz (Rua Carlos Magno, 58 – Vila Gilda, Santo André) a proposta pedagógica inclui de forma prática o estímulo desse ponto tão importante. Sempre trabalhando uma relação próxima entre escola e família, o colégio inclui os pais em meio ao processo.

Dentre os benefícios de se trabalhar uma maior independência com as crianças, estão pontos como um desenvolvimento cognitivo mais acelerado, afinal pensar por si só é um grande exercício para a mente dos pequenos, outro ponto importante é a habilidade social que se desperta, visto que por si só as crianças necessitam aprender a se comunicar de forma mais elaborada. Inteligência emocional também é uma questão trabalhada em conjunto.

Para garantir que os pequenos passem por esse processo de autonomia de forma muito mais natural, além das ações na escola, os pais também são incentivados a fazer movimentos nas suas rotinas e permitir que as crianças adquiram sua independência de forma integral e coordenada.

Anúncio:

Dentre os pontos trabalhados no dia a dia para estimular a autonomia das crianças estão: Ensinar as crianças a lidar com as frustrações, permitindo que elas passem a ter respostas emocionais muito mais equilibradas e é possível fazer esse movimento com jogos e brincadeiras que eles adoram.

autonomia infantil

É preciso também dar espaço para que eles encontrem soluções para os seus próprios problemas. Para auxiliar o pequeno não entregue tudo o que ele precisa, mas ajude mostrando os pontos positivos e negativos de cada decisão que ele irá tomar, assim o mesmo poderá refletir sobre o que busca.

Tanto em casa, quanto na escola é possível deixar que as crianças façam atividades do dia a dia sozinhas, mas claro que sempre com um olhar atento por perto. Ao longo do tempo a supervisão pode ir diminuindo e dando mais espaço para eles. E é importante deixar que as crianças façam a tarefa de forma completa.

Dentre as tarefas sugeridas pela escola temos arrumar a cama, escovar os dentes, colocar a mesa para as refeições, guardar os brinquedos, tomar banho. Para crianças já um pouco mais velhas opções como cuidar de um bichinho, varrer a casa, arrumar o próprio quarto e fazer dever de casa sem supervisão podem ser bem benéficos.

Anúncio:
Tendall Grill - Rudge Ramos