Devo deixar meu filho assistir Luccas Neto e Felipe Neto? Saiba o que os psicólogos dizem

 Devo deixar meu filho assistir Luccas Neto e Felipe Neto? Saiba o que os psicólogos dizem

Dois dos maiores Youtubers do Brasil, também são duas das maiores preocupações de pais ao redor do país inteiro. Luccas Neto e Felipe Neto, que atuam na internet já há alguns anos, possuem cada um, mais de 30 milhões de seguidores, com bases de fãs que são formadas, também, por crianças, o que gera certa aflição nos pais por conta do tipo de conteúdo que é apresentado aos pequenos.

Luccas e Felipe Neto

Apesar de inúmeras mudanças no estilo de vídeo em seus canais, ambos lutam contra fortes estigmas em relação a palavreado inapropriado, conteúdo inadequado para crianças e mais uma série de elementos muito fora do universo infantil, visão criada pelos mesmos na mídia, conforme iniciaram seus trabalhos na internet.

Com tantas divergências sobre o assunto, trouxemos 7 informações e tópicos importantes para que assim você decida se deve ou não permitir que seu filho tenha acesso a esses Youtubers, e como realizar essa desvinculação de forma saudável. A psicóloga Lu Katrip (Av. Lino Jardim, 697, Santo André), nos auxilia com informações de como agir nesses casos, trazendo sua experiência como especialista no comportamento infantil e na relação ‘pais e filhos’.

Anúncio:

Veja a seguir 7 dicas de como agir com seu filho em relação à Luccas Neto e Felipe Neto.

1- Antes de proibir pesquise e entenda

É muito importante que você entenda o porquê de estar tirando, ou não, esse tipo de conteúdo do seu filho. Pesquise vídeos e os entenda, acompanhando sua linguagem, e tente perceber neles pelo que seu filho se atraiu.

2- Assista com o seu filho

Deve fazer parte do processo essa interação. Peça para que os pequenos escolham um ou dois vídeos que mais gostam para que vocês possam assistir juntos. Assim, sem repreender durante o vídeo, perceba quais são as reações dos filhos em cada parte do conteúdo. Depois pergunte a ele quais delas ou quais fatores ele mais gostou, é importante que você entenda como isso influencia seu filho.

3- Cuidado com notícias falsas

Se deixar levar pela internet é perigoso e muitas vezes desnecessário. O ideal é você pesquisar bem quando aparecer alguma notícia sobre aquele produtor de conteúdo. Por exemplo, existe ainda a visão de que no canal do Luccas Neto existem vídeos com palavreado inadequado, mas já faz alguns anos que isso mudou, sendo agora um canal totalmente para crianças.

4- Produtos e consumo em excesso

Uma das grandes queixas são as inúmeras ideias de produtos da marca dos irmãos que são apresentados durante os vídeos que fascinam os pequenos. Nesse contexto não cabe julgar o canal, mas sim criar e ensinar nossos pequenos a se desvincular dessa máquina de consumismo, até para evitar que ao crescer ele sempre esteja em busca de algo a mais, comprando coisas desnecessárias. Até porque sem foi comum esse tipo de propaganda em programas infantis, mesmo na era da Tv.

5- Fique atenta, também, a idade

A idade das crianças faz muita diferença nesse contexto, pois o canal de Luccas Neto é voltado para crianças menores, e do Felipe Neto, apesar de sua linguagem mais adulta, não tão apropriada, é comumente acompanhado por crianças maiores, a partir de 09 anos de idade. Então mesmo que aprove o conteúdo de um dos irmãos, talvez não haja interesse por parte da criança.

6- Sugira conteúdos diferentes

Conforme for tendo acesso e conseguir sinalizar o que você não gosta, apresente opções pré-aprovadas, principalmente convidando para ver junto com você, assim ele se sentirá mais confortável, sem parecer que está sendo obrigado a mudar de programação.

7- Vá com calma

Lembre-se que no convívio social estar bem antenado nos assuntos é um fator importante, então para as crianças é muito interessante saber ao menos o que se passa nos vídeos, logo, se a proibição for muito rígida, pode acabar levando seu filho a procurar o mesmo conteúdo de formas diferentes, sem confiar em você para contar.

Lu Katrip também afirma que, o principal, é manter um canal aberto de comunicação com os pequenos. Katrip é especialista no auxilio da interação entre pais e filhos e ajuda na resolução de dilemas parentais, incluindo até os mais comuns. Uma terceira voz, alguém de fora da situação e do convívio, pode ter diferentes tipos de influência sobre o comportamento da criança e impactar mais do que positivamente no dia a dia da família.

Anúncio:
Tendall Grill - Rudge Ramos