Birras: Pedagoga especialista em neurociência explica como lidar com esta situação

Parte do desenvolvimento das crianças inclui conhecer novos sentimentos e sensações. Porém, muitas vezes elas não sabem bem como lidar com estas questões e acabam por reagir de maneiras que não são adequadas para o convívio social e familiar, é o que acontece no caso das birras. No Papo Vipzinho, recebemos a Pedagoga e Especialista em neurociência, Renata Policarpo Malvão, diretora do Instituto La Vie, escola de Santo André, para falarmos sobre esse tema.

Segundo Renata o processo da birra é muito comum e típico das crianças, isso acontece pois quando somos crianças, apesar de um crescimento rápido do cérebro, há uma demora maior no amadurecimento dos pontos comportamentais e de controle emocional, processo que pode levar até os 20 ou 25 anos de vida para se concretizar, de acordo com cada caso.

Mutti Coach no Portal Vipzinho. Birras no Portal Vipzinho.

Logo, os pequenos não possuem muito controle sobre as próprias emoções, respondendo a elas de forma muito natural e pouco ordenada. Em casos de descontentamento, por exemplo, pode ocasionar as birras, o choro e até algumas atitudes mais agressivas, como tentar bater nos pais, jogar objetos que estão ao alcance e gritar.

Nem tudo está perdido! Assim como utiliza no ambiente escolar, a pedagoga explica que é possível usar técnicas com as crianças para auxiliar neste amadurecimento, garantindo que aos poucos nossos filhos comecem a identificar as situações e como resolver seus problemas de forma mais racional, controlando suas emoções.

Mutti Coach no Portal Vipzinho. Birras no Portal Vipzinho.

Dentre as dicas estão, deixar que a criança tenha sua crise, mas não sair de perto dela. Enquanto ela esperneia, evite que ela se machuque ou ataque, mas não fale com ela, pois isso não surtirá efeito. Quando estiver perceptível que a criança está parando para retomar o fôlego, aproveite esse momento apenas para perguntar se ela está mais calma. Repita esse processo quantas vezes for necessário, e se lembre de que as primeiras vezes serão as mais complicadas e exigirão muita calma de sua parte.

Se tratando de crianças um pouco maiores, uma questão bem importante é trabalhar os combinados. Fazer acordos com relação a situações que já sabemos que podem ser causadoras de birras, assim temos maior controle e podemos não só pedir deles que cumpram o combinado, mas também auxiliar para que eles retomem o controle e entendam suas ações.

criança fazendo birra no vipzinho

Um ponto muito importante para se trabalhar ao decorrer dos dias, durante a rotina normal, é deixar que as crianças tomem algumas decisões, façam atividades cotidianas sozinhas. Durante as brincadeiras, deixar que os pequenos usem a imaginação e criem livremente é muito importante para ajudar a reduzir esse processo de amadurecimento.

Esse é um dos pontos que deve ser considerado também na escolha da escola, sabendo que enquanto estiver por lá, os pequenos estarão recebendo bons incentivos e influências para conseguir compreender, interpretar e então controlar suas próprias emoções.

A La Vie, escola para a vida, está localizada na Av. Áurea, 563 – Jardim do Estádio, Santo André.

raiva criança vipzinho